5 de out de 2012

Merda!

E agora já não te posso ligar sempre que não conseguir dormir, com receio de atrapalhar a tua vida.

Ontem foi o último dia. Mas hoje foi o derradeiro.
Foi triste deixar tudo para trás depois de tudo; depois de tanto. Hoje foi veradeiramente o último. Amanhã será o primeiro.

Nenhum comentário: