27 de jul de 2012

Amanhecer.
Vontade de nada.
Sinto a carne envelhecer;
A alma aprisionada.

Nenhum comentário: