1 de ago de 2012

Vais-me fazer falta.

Hoje, o dia rompeu triste. A minha Sacha veio buscar as últimas tralhas.
Disse-lhe, já com aquele aperto que conheço bem, que detestava despedidas. E como as detesto...
Despedimo-nos com um "até já", sorrisos e olhos tristes, de quem sabe bem que o tempo é imperdoável.
Já me fazes falta. E já te tenho saudades.
Até já.

Nenhum comentário: