27 de jul de 2008

Admirava ao longe, num soslaio cuidadoso, enquanto tu, de sorriso breve, arrefecido e morto, vivias a emoção de ser quem és. E eu só com um pensamento - Observar-te num contínuo ao longo deste voo efémero.

Nenhum comentário: