26 de jul de 2008

Na vida quase tudo passa e a grande maioria das coisas tem tendência para se modificar ou ser esquecida. Há contudo forças que não se deixam corroer pelo tempo. São aquelas que vêm de antes de nós e que quando finalmente lhe temos a percepção, é sempre com a sensação de continuidade.
.
É assim também o Amor. Quando o encontrares saberás quem é por não conseguires identificar o que te atrai naquele abismo e, no entanto, terás esperado por ele uma vida inteira, procurando em muitos aquilo que só existe num: o elo criado pelos dois no início dos tempos, quando ainda na imaginação se escolheram para se pertencerem.

Nenhum comentário: